FOTO SOL COÊLHO

XANGAI FAZ SHOW-TRIBUTO AOS REIS DO RITMO NORDESTINO NA CAIXA CULTURAL SÃO PAULO

Cantor e compositor baiano homenageia Jackson do Pandeiro e Jacinto Silva em quatro apresentações no Centro de São Paulo em junho e julho

“No coco do Norte tem caracaxá / Zabumba, ganzá, poeira do chão / Coqueiro fazendo improvisação / Compadre e comadre seguro na mão”. É no ritmo do coco e do baião que a CAIXA Cultural São Paulo inclui em sua programação de junho e julho um show imperdível com o melhor de nossa cultura popular. O espetáculo “Xangai: afiando a língua com os reis do ritmo” traz o cantor, compositor e violonista baiano Xangai invocando toda a informalidade e a riqueza poética característica do Nordeste com uma homenagem a dois áses da música popular nordestina: Jackson do Pandeiro e Jacinto Silva.

As apresentações gratuitas acontecem nos dias 29 e 30, de junho e 01 e 02 de julho, sempre às 19h. Nelas, Xangai oferece à plateia interpretações das canções de Jackson e Jacinto, mesclando obras já conhecidas do público, incluindo aquelas já gravadas por ele. Para dar tom e melodia à voz de Xangai, o violinista Ricardo Vieira e o flautista e saxofonista Marcelo Bernardes acompanham o artista no palco.

Xangai já recebeu a láurea de Melhor Cantor na categoria Regional na edição de 2016 do Prêmio da Música Brasileira, e seu álbum mais recente, “Xangai”, ficou entre os três indicados para o prêmio de Melhor Disco. Seu violão “pinicado”, os malabarismos vocais, a grande capacidade de improvisação e a simplicidade trazida do berço, além de outras peculiaridades, fazem dele uma figura ímpar na música brasileira.

Além dos shows, um bate papo informal com Xangai também faz parte do projeto. O artista irá conversar com o público, após o show do dia 1º de julho (sábado), sobre sua carreira, sobre a importância da nossa cultura popular, sobre a arte do improviso, e sobre os compositores que admira, incluindo, é claro, Jackson do Pandeiro e Jacinto Silva.

Referências do Nordeste – Se o paraibano Jackson do Pandeiro sacudiu as estruturas da música popular brasileira com a força da embolada nordestina, o alagoano Jacinto causou menos repercussão no país, apesar de ter gravado 24 discos e composto mais de 200 músicas. Jacinto teve seu auge nas décadas de 1960 e 1970, sendo uma espécie de discípulo de Jackson. Como o mestre, era também versátil e dominava vários ritmos e estilos nordestinos. Jacinto popularizou várias modalidades de côco, com destaque para o coco sincopado – gênero musical que fundia trava-língua com pique de embolada. Usando uma divisão rítmica peculiar, interpretava canções que possuíam armadilhas capazes de enrolar a língua daquele que não tivesse o talento típico dos emboladores. Somente no fim da vida, na década de 1990, teve um reconhecimento mais amplo e hoje pode ser considerado uma grande referência na música popular nordestina e brasileira.

Jackson do Pandeiro, por sua vez, se notabilizou como cantor de cocos, baiões, rojões, xaxados, sambas e marchinhas de carnaval, e teve grande sucesso na década de 1950. É autor de “O Canto da Ema”, gravada por Lenine, “Na Base da Chinela”, cantada por Elba Ramalho, e “Lágrima”, célebre na voz e no violão de Chico Buarque. Por todo o talento e influência na música popular, ficou conhecido como o “rei do ritmo”, firmando um estilo particular onde desafiava o tempo, introduzia divisões e quebrava o canto para alongar ou comprimir a métrica.

Serviço:

Show “Xangai: afiando a língua com os reis do ritmo”

Local: CAIXA Cultural São Paulo (Praça da Sé, 111 – Centro) – próximo à estação Sé do Metrô

Data: 29/06 a 02/07/2017 (quinta, sexta, sábado e domingo)

Hora: 19h15

Bate-papo com o artista: dia 1º de julho (sábado), após o show

Informações: (11) 3321-4400

Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

Capacidade: 80 lugares

Duração: 90 minutos

Entrada franca (ingressos distribuídos a partir do das 9h do dia de cada espetáculo, limitado a um par por pessoa).

Acesso para pessoas com deficiência

Patrocínio: Caixa Econômica Federal

 

Assessoria de Imprensa do show

Janaína Marquesini (11) 94167-9298 – janaina@rosadeourocomunicacao.com.br

Marianna Oliveira (1) 99771-4505 –  marianna@rosadeourocomunicacao.com.br

 

Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural São Paulo (SP)

(11) 3549-6001

www.caixa.gov.br/imprensa | @imprensaCAIXA

www.facebook.com/CaixaCulturalSaoPaulo

cultura.sp@caixa.gov.br